Saúde

Prefeitura de Tefé reforça pedido de doação de sangue neste início de ano

COMPARTILHAR

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

A Prefeitura de Tefé por meio da Unidade de Coleta e Transfusão de Sangue, registrou uma redução no estoque de sangue do TIPO O (+) POSITIVO, no Banco de Sangue do Hospital Regional de Tefé (HRT). O hospital está com pacientes internados que necessitam de transfusão de sangue urgente.

Em meio a pandemia do coronavírus, é importante lembrar que a demanda de sangue no Hospital do município continua. Conforme o Wander Pinto Gouvêa, Técnico responsável pelo Banco de Sangue, os estoques estão reduzidos e a necessidade da unidade para este momento são dos tipos sanguíneos O positivo. “São os sangues que temos mais dificuldades de manter, pois são os que mais utilizam. Mas todos os tipos são bem-vindos pois também produzimos plaquetas que tem duração de apenas 5 dias”, destaca Wander.

A Unidade de Coleta e Transfusão de Sangue de Tefé está localizada na Estrada do Bexiga ao lado do HRT. O candidato a doar, pode escolher de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Se preferir pode agendar sua doação pelo telefone: (92) 9 8474-9900.

Entre as pessoas que precisam da doação de sangue, estão vítimas de acidentes que causam hemorragias, pessoas em tratamento de câncer, com anemias crônicas, que passaram por cirurgias e com complicações decorrentes da dengue e de febre amarela. Para doar é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato não pode ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação, nem estar de jejum. É exigida a apresentação do documento de identidade com foto. Pessoas entre 60 e 69 anos, podem doar se já o tiverem feito antes dos 60 anos. A doação para menores de 18 anos é permitida com o consentimento dos pais. A orientação para indivíduos com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 é aguardar 30 dias após a recuperação completa para doar.

Atualmente no Brasil, 16 a cada mil habitantes são doadores de sangue. O percentual corresponde a 1,6% da população brasileira e está dentro dos parâmetros preconizados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Isso não impede que esse percentual seja ampliado. O Ministério da Saúde ressalta a necessidade de fortalecer ações que estimulam a doação voluntária para manutenção dos estoques de sangue.

A doação de sangue é um gesto de solidariedade, empatia e amor ao próximo. Sua doação pode salvar a vida de pessoas que se submetem a tratamentos e intervenções médicas de grande porte e complexidade, como transfusões, transplantes, procedimentos oncológicos e cirurgias.

...